Estudo destaca ligação entre política fiscal corporativa e ESG

24-06-2024

    Um recente artigo na Vanderbilt Law Review levantou uma questão fascinante sobre os crescentes vínculos entre a política fiscal corporativa e a estratégia de governança ambiental, social e corporativa (ESG). À medida que novas regulamentações globais, como a Diretiva de Relatórios de Sustentabilidade Corporativa (CSRD) e a Diretiva de Diligência Devida de Sustentabilidade Corporativa (CSDDD), começam a exigir que as corporações divulguem mais detalhes do que nunca sobre o impacto de suas operações no meio ambiente e nas pessoas e lugares onde operam, a ideia de olhar para a estratégia fiscal corporativa através de uma lente de responsabilidade social não é tão descabida.

    Convergência entre Funções Corporativas

    De muitas maneiras, essa convergência entre funções fiscais, financeiras e de sustentabilidade corporativa já começou. Por exemplo, não foi por acaso que os novos padrões globais de sustentabilidade que governam a forma como as empresas relatam dados ESG aos reguladores foram criados por um órgão de definição de padrões que reside dentro da Fundação IFRS – a mesma organização responsável por definir padrões contábeis globais. Não surpreendentemente, esse grupo, o Conselho Internacional de Padrões de Sustentabilidade (ISSB), criou um conjunto de requisitos de divulgação ambiental e climática para grandes corporações que se assemelham muito aos requisitos de relatórios financeiros. Estes incluem coisas como relatar riscos ambientais detalhados e como eles afetam diretamente o balanço patrimonial corporativo.

    Em termos simples, a introdução do ISSB fez uma ligação direta dos riscos ambientais aos riscos financeiros, transformando um tópico sensível como a sustentabilidade em uma métrica padronizada ao estilo contábil financeiro que todas as empresas devem rastrear da mesma maneira. Ao fazer isso, também forçou uma colaboração mais estreita entre as equipes de sustentabilidade e conformidade e o departamento financeiro e contábil, que agora devem trabalhar juntos para projetar e relatar os impactos financeiros de seus riscos climáticos e de sustentabilidade.

    Transparência Fiscal no Contexto ESG

    Nesse cenário de colaboração mais estreita entre funções de sustentabilidade e finanças e maior escrutínio dos riscos financeiros impostos por fatores relacionados ao ESG, não é difícil imaginar que a política fiscal corporativa também possa ser examinada mais de perto no contexto mais amplo da sustentabilidade corporativa. Se, por exemplo, uma grande corporação se apresentar como líder em ESG, exaltando sua gestão ambiental e enfatizando seu impacto social positivo, pode parecer um pouco incongruente se essa mesma empresa for percebida como envolvida em estratégias de evasão fiscal.

    Como aponta o artigo da Vanderbilt Law Review, o imposto tem sido um ponto cego na maioria das discussões sobre estratégia ESG corporativa até o momento. As principais agências de classificação ESG não dão grande peso – se é que dão algum – à política fiscal corporativa. Na verdade, a pesquisa descobriu que muitas empresas com pontuações de sustentabilidade na faixa A dos principais provedores de classificações ESG também pagaram pouco ou nenhum imposto federal sobre a renda, apesar dos lucros substanciais antes dos impostos nos EUA.

    Bem-vindo à Nova Ordem Mundial da Transparência Fiscal

    Embora esse detalhe possa ter sido negligenciado pelas agências de classificação ESG, não será ignorado para sempre à medida que entramos no novo mundo corajoso do ESG, sustentabilidade e transparência fiscal. Além da infinidade de novos requisitos de relatórios de sustentabilidade sendo introduzidos em jurisdições ao redor do mundo, grandes corporações também estão sendo obrigadas a fornecer um nível de detalhe sobre divulgação fiscal nunca visto antes.

    No final do ano passado, os normatizadores contábeis dos EUA publicaram regras há muito esperadas que exigem que as empresas divulguem impostos sobre a renda pagos a todos os governos federais, internacionais e estaduais, líquidos de reembolsos recebidos. Se alguma jurisdição representar mais de 5% da obrigação tributária total, as empresas terão que listá-las individualmente, conforme a atualização do Conselho de Normas Contábeis Financeiras. Assim como os requisitos mencionados anteriormente para relatórios de sustentabilidade, esse esquema de relatórios fiscais país por país força um nível padronizado de divulgação que exporá as empresas ao escrutínio se seus números não corresponderem às suas histórias.

    Se, hipoteticamente, uma empresa dos EUA estiver relatando receitas mais altas em um país estrangeiro com baixas taxas de imposto corporativo, apesar de ter uma presença física maior nos EUA, os críticos podem começar a levantar questões sobre a responsabilidade social da política fiscal dessa empresa. Uma vez que esses tipos de questões entrem no discurso público, a ótica também pode minar sua reputação de responsabilidade social.

    O que isso significa para as empresas que tentam navegar nas dinâmicas em mudança da sustentabilidade e transparência é que as evidências são tudo. Já não é suficiente para uma empresa sustentar uma percepção de sustentabilidade ou política fiscal responsável com marketing, publicidade e declarações à imprensa. Elas precisarão apoiá-la, com números concretos, com fatos sólidos que corroborem suas narrativas externas.

    .

    Como as novas regulamentações globais, como a CSRD e a CSDDD, estão influenciando a estratégia ESG das empresas?

    As novas regulamentações globais, como a CSRD e a CSDDD, estão impulsionando as empresas a adotarem práticas ESG mais rigorosas. Elas exigem maior transparência e responsabilidade, forçando as organizações a integrar critérios ambientais, sociais e de governança em suas estratégias de negócios.

    Como podem as empresas alinhar a política fiscal corporativa com a estratégia ESG?

    Send a request and get a free consultation:
    Thanks for the apply!
    We will get back to you within 1 business day
    In the meantime, you can get a free consultation from our AI assistant:​