Reserva Federal mantém taxas de juro face à inflação persistente

19-03-2024

    Expectativas de Redução das Taxas da Reserva Federal em Foco

    Investidores e operadores de mercado estão à beira de uma semana decisiva, na qual tentarão decifrar os próximos passos da Reserva Federal (Fed) no que toca à sua política monetária. Os mercados acionistas e de renda fixa dos EUA já refletem ajustes nas expectativas de corte das taxas de juro da Fed.

    O evento mais importante desta semana poderá ditar o futuro caminho da redução das taxas da Reserva Federal. Enquanto os gigantes de Wall Street reduziram suas apostas para cortes de taxa este ano, mostram-se mais otimistas para 2025.

    Controlar a inflação e navegar a economia em tempos turbulentos tem sido um desafio para a Fed após a crise da COVID-19. Recentemente, dados sobre preços ao produtor e ao consumidor reacenderam o alerta entre investidores, indicando que a inflação, que parecia caminhar para o alvo de 2% da Fed, começou a estagnar.

    O Presidente da Fed já deu indícios, em testemunhos recentes no Senado e na Câmara, de que a natureza da inflação e sua medição foram permanentemente impactadas pela COVID, sugerindo que o alvo de inflação de 2% pode não ser mais realista.

    Os dados recentes de preços ao consumidor e ao produtor ecoam esse argumento, indicando que a inflação continua persistentemente alta.

    A Decisão Monetária em Vista

    Na quarta-feira, todas as atenções estarão voltadas para Jerome Powell, quando a Fed anunciar sua decisão de política monetária. Embora anteriormente se esperasse um corte nas taxas de juro, a persistência inflacionária alterou essas expectativas. Agora, prevê-se que as taxas se mantenham em 5,50%.

    O evento é crucial não pelo ajuste das taxas, mas pela clarificação da política monetária. Os operadores buscarão indícios de futuros cortes nas taxas durante o discurso de Powell.

    A leitura contínua da inflação sugere que a Fed terá menos incentivo para medidas agressivas de redução das taxas. Goldman Sachs já ajustou suas previsões, esperando agora três cortes este ano, em vez de quatro.

    O Contexto Eleitoral e Econômico

    Em ano eleitoral nos EUA, a possibilidade do retorno de Donald Trump ao poder adiciona uma nova dimensão às expectativas de cortes nas taxas. Trump já expressou preferência por taxas mais baixas e poderia pressionar a Fed nessa direção se reeleito.

    Impactos no Mercado Acionista e no Ouro

    Os índices acionistas dos EUA têm enfrentado volatilidade, influenciados pela venda de ações dos ‘sete magníficos’. Qualquer sinalização menos agressiva da Fed poderia ser positiva para o mercado acionista.

    O ouro teve sua primeira semana negativa após atingir novos máximos. O metal precioso parece estabilizar-se próximo dos $2155, com suporte imediato a $2137 e resistência em $2195.

    Naeem Aslam é Diretor de Investimentos na Zaye Capital Markets. As opiniões expressas são do autor e não refletem necessariamente as da Zaye Capital Markets.

    Redução das taxas da Reserva Federal

    Qual é a probabilidade de a Reserva Federal reduzir as taxas de juro este ano, tendo em conta os desafios atuais da inflação e as previsões dos gigantes de Wall Street?

    Send a request and get a free consultation:
    Thanks for the apply!
    We will get back to you within 1 business day
    In the meantime, you can get a free consultation from our AI assistant:​